Friday, December 30, 2005

Primeiro post do trouxão aqui.

Já é dia 30 de dezembro.
O Ano voou, passamos por inúmeras situações, conhecemos esses malucos que ainda estudam conosco e tudo o mais.

Não pretendo me prolongar muito..
Então, bom 2006 pra vocês.
Com vários sucessos e bastante lições (se eu colocasse derrotas aqui, seria xingado com certeza, mas sim, elas são necessárias!!!)

E que a gente continue se matando pra estudar cálculo e tudo mais!!!
Viva!!!

É o meu voto a todos nós, trouxões, que lemos isso aqui (incluindo eu!!)

Abraço!
E boas entradas, se é que me entendem...

Wednesday, December 14, 2005

"A Descatracalização da Sociedade" por Ana Maria Bori:

Sim, tenho orgulho em dizer que na nossa turma de aspirantes a engenheiros mecânicos temos também pessoas de apuradíssimo conhecimento e com uma capacidade assaz impressiva de escrever sobre os mais variados assuntos do cotidiano. Selecionada pela própria Fuvest para figurar em seu website como uma das melhores redações do vestibular 2005, vejam a seguir por si a obra-prima de nossa querida amiga:

Free Image Hosting at <a href=

Saturday, December 10, 2005

Abrindo o Canal

Pra quem ainda não viu a porrada do Netinho no Vesgo: "Canal Aberto"
Art Brut - Bang Bang Rock & Roll

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Devo confessar que o primeiro contato que eu tive com essa banda foi exatamente o que eu poderia esperar depois de escutar o cd pela primeira vez. O líder da banda Eddie Argos teve uma briga feia com Kele Okereke do Bloc Party num festival e a porradaria comeu solta. Nada mais apropriado pra quem lidera uma das primeiras bandas punk a aparecerem na terra da rainha em um bom tempo. A ironia, sátira, o cinismo, e o espírito sexo, drogas e rock'n roll está explícito nas letras simples e acessíveis da banda. São apenas pensamentos esparsos sobre ex-namoradas, novas namoradas, irmãos caçulas, viver em Los Angeles, um bom ou um mal fim de semana, arte moderna. E a ironia que impera nas letras, faz da música do art brut talvez a mais divertida música crítica que tem por aí, já que você pode dançar ouvindo-a.
Musicalmente, parecem mais versáteis do que as bandas punks tradicionais, mas não por muito, oscilando apenas entre canções rápidas e dançantes (Formed A Band, My Little Brother, Bad Weekend) e algumas "slow-tempo" (Rusted Guns Of Milan, Stand Down).
Dando uma passagem música a música, o álbum é aberto com "Formed A Band" que é literalmente uma apresentação da banda. Reza a lenda que a banda compôs a música 5 minutos depois de sua primeira reunião. Depois "My Little Brother" fala sobre um irmãozinho deslumbrado com o rock underground ouvindo mixtapes e bootlegs sobre canções que falam sobre desrespeitar os pais. "Emily Kane" vem em seguida tendo com tema uma confissão de amor à primeira experiência de Argos no campo dos namoricos de colégio, com profunda ironia e sarcasmo. Todas as músicas são levadas por riffs simples, rudes e quase desprovidas de melodia. Mesmo assim divertidas e incrivelmente dançantes.
Enfim, o disco passa todo um espírito de "É rock'n roll, tô dando risada, tô dançando, tô bebendo e tô me divertindo, e foda-se quem não gosta".

Downloads: "My Little Brother" / "Rusted Guns Of Milan" / "Bad Weekend"

Nota: 8.5
Tributos à John Lennon

Não sei bem ao certo, mas em dado dia das últimas duas semanas foi o aniversário de 25 anos da morte de John Lennon. E é claro, houveram diversas homenagens e tributos a um dos grandes gênios da música pop de todos os tempos. A Yoko como sempre fez algo relacionado á caridade e chamou alguns famosos (Avril Lavigne, Duran Duran, The Cure, Snow Patrol, The Black Eyed Peas entre outros) para gravarem covers de algumas canções do mestre. Cada single está disponível por 99 centavos de doletas no site Make Some Noise. Todo o dinheiro arrecadado será convertido à anestia internacional.
Já na Radio 1 da BBC, várias bandas um pouco mais "underground" foram convidadas para gravarem suas versões para as músicas do "White Album" dos Beatles. O programa inteiro pode ser ouvido no site da Radio 1. Dou destaque para a versão do Deerhoof para "The Continuing Story Of Bungalow Bill".



Thursday, December 08, 2005

O Mundo da Dublagem e os fãs de Chaves estão mais tristes hoje. Mário Vilela, o eterno dublador do Seu Barriga, morreu no último dia 01. Ele sofria de diabetes.

Além do cobrador de aluguéis e seu filho Nhonho, Mário também deu sua voz para outros personagens clássicos como o Buba e o Gyodai, dos Changeman.

Mario, nunca esqueceremos da sua incrível máxima "Tinha que ser o chaves!!"
fica aqui minha humilde homenagem à este grande homem.