Friday, February 24, 2006

Super Furry Animals - Radiator

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Sim, ainda existe vida inteligente na música pop. E muito inteligente por sinal. Uma prova disso são os galeses dos Super Furry Animals. Já há mais de 10 anos na estrada, Gruff Rhys e sua trupe fazem a cada novo disco uma incursão diferente por vários dos elementos que povoam essa densa esfera de som popular mas com muita sofisticação (lembrando um pouco a genialidade das lendas Beatles e Beach Boys). Claro, não estou equiparando eles à tais lendas, mas apenas mostrando que os furries, assim como tais bandas em suas épocas, estão tentando dar algo de diferente aos ouvidos e experimentando novas combinações.

Radiator, de 1997, é o segundo disco da banda e na minha opinião o melhor de todos já lançados pela mesma. Não, ele não é mais inovador que o predecessor "Guerilla" e nem mais complexo que "Mwng" (cantado inteiramente em galês), mas Radiator consegue inovar e se manter essencialmente pop sendo extremamente saudável aos ouvidos de qualquer inexperiente.

O álbum começa com a suavidade e calma da "introdução" Furryvision que mais parece uma canção de ninar para depois progredir o ritmo com as agitadas "The Placid Casual" e "The International Language Of Screaming", que acertam em cheio na melodia pegajosa e nos versos simples e fáceis de cantar. Na sequência "Demons", uma balada musicalmente complexa com instrumentos de sopro e até banjo, soa mágica e é na minha opinião a mais bela canção do álbum. O clima mais introspectivo criado por Demons é consequentemente destruido pelo bloco seguinte: "She's Got Spies" com um refrão pegajoso e pulsante, "Play It Cool" e "Hermann Loves Pauline" construidas ambas com alguns efeitos eletrônicos, riffs animados e abundância vocal "à lá Beach Boys", e "Chupacabras" fechando com seu riff acelerado, letras engraçadinhas e vocais divertidos. "Torra Fy Ngwallt Yn Hir", cantada em galês, lembra bastante algumas das melhores pop songs do Fab Four e assim como na música anterior, mantem um clima "cômico" no disco. Em seguida o disco cria uma atmosfera um pouco mais calma com baladas bem trabalhadas e gostosas de ouvir, "Download" com melodia obscura e docemente dedilhada no piano é seguida de "Mountain People" que fecha o disco progressivamente, começando como uma irresistível balada pop para depois terminar num turbilhão de batidas e efeitos eletrônicos.

Talvez o melhor "álbum pop" da década de 90, Radiator é um dos álbuns mais influentes do cenário alternativo dos últimos anos e a obra-prima maior desses galeses que conseguem ser uma das melhores bandas da atualidade ao vivo.

Nota: 10

1 Comments:

Anonymous _leeetícia said...

aaaaaaaaaah
você me mandou umas!
(Y)

pelo menos as que vc me mandou foram nota 10 mesmo! XD


eu nunca falei do template ne!!
sahduahsidua
eu adoro essas laranjonas!
sahdusahodhsaihidhsaiu


;**

6:19 PM  

Post a Comment

<< Home