Tuesday, March 07, 2006

Natureza Quase Humana

Hoje assisti ao único filme que ainda não havia visto do roteirista Charlie Kaufman (o seu primeiro filme aliás) e realmente, eu não consigo me decepcionar com nenhum de seus filmes. Mais uma vez ele soube explorar muito bem a gama dos sentimentos humanos e da nossa existência de forma pesada e intensamente crítica. O filme se concentra basicamente em como nossa criação é determinada pela mão tirana da civilização com suas infinitas regras e imposições que inibem e julgam nossos instintos naturais e puramente animalescos, e exatamente por sermos em essência animais às vezes não conseguimos impedir tais impulsos. No filme, Lila não suporta o olhar de julgamento da sociedade e quer se tornar um animal; Nathan quer tornar os humanos o menos animais possíveis; Puff viveu toda sua vida como um animal e agora é ensinado a viver como humano; e Gabrielle representa tudo que desperta nos homens seus instintos mais animais.
Dirigido por Michael Gondry (Brilho Eterno De Uma Mente Sem Lembranças) e estrelado por Tim Robbins, Patricia Arquette e Ruff Rhys, A Natureza Quase Humana faz uma crítica pesada a raça humana com toda a ironia e non-sense típicos de Kaufman e é mais uma obra prima desse que com certeza é o melhor roteirista de Hollywood na atualidade.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home