Thursday, June 29, 2006

POST RÁPIDO DE FIM DE NOITE...

Então, ultimamente eu só falo em Guillemots nessa porcaria de blog. E como eu havia citado num post anterior, If The World Ends é uma das mais doces e belas canções de amor que já foram feitas. Ela é melancólica mas ainda assim simples, clara, romântica e contemplativa. "If the world ends, i hope you're here with me. I think we can laugh just enough to not die in pain (...) it won't finish you, you're not the type they can capture (...) They can't bring you down."

Altamente recomendada:

mp3: Guillemots - If The World Ends

Agora para comemorar a volta do nerd rock! We Are Scientits é um dos carros chefes desse retorno das bandas "Weezer-like". Com um pop grudento, barulhento e de muito gabarito, o trio do Brooklyn lançou seu primeiro álbum ano passado With Love And Squalor e tem se destacado na cena indie. Outro destaque é uma nova banda de Minneapolis: Duplomacy. Indicação do blog iGiF, pelo pouco que ouvi já vi ser muito bom. Mistura o melhor do Weezer com o melhor do Death Cab For Cutie.

mp3: Duplomacy - The Stroll
mp3: Duplomacy - Stay Up Late
mp3: We Are Scientists - Can't Lose
mp3: We Are Scientists - Inaction
mp3: Weezer - El Scorcho
mp3: Death Cab For Cutie - Champagne From A Papercup
READY, ART BRUT?

Image Hosted by ImageShack.us

Frase repetidamente pronunciada com o pesado sotaque londrino do líder fanfarrão e sarcástico Eddie Argos no início de cada música do show, o quinteto nasceu da leva do "novo punk" que surgiu no cenário independente da terra da rainha em tempos recentes, juntamente com bandas como Maxïmo Park, The Futureheads e The Rakes (esta última, segundo o nosso amado colunista e charlatão Lucius Ribeirus já é atração confirmada no Sonora Music Festival, antigo Curitiba Rock Festival, antigo Curitiba Pop Festival).
E como já é de conhecimento geral da nação, o Franz Ferdinand toca no dia 16/09 no Festival Motomix em São Paulo. Agora a última novidade é que a animada, empolgante e cômica banda londrina abrirá o show para nossos amados e queridinhos escoceses. Fiquei sabendo disso primeiramente por meio do Lucius Ribeirus e considerei como sendo outra de suas abobrinhas, mas ao ver na comunidade da banda no orkut o tópico onde uma moça mostrava um e-mail seu respondido pelo empresário da banda confirmando a vinda deles ao Brasil ao por instantes não acreditei. Art Brut e Franz Ferdinand? No Brasil? No mesmo dia? Realmente não sei se vou ter pique pra aguentar tudo isso... Tanto é que desde já precido me preparar psicológica e físicamente.
Apresentando a banda a vocês, caríssimos leitores (não que eu já o não tenha feito, aliás se você pesquisar ali no arquivo verá um review completo do álbum Bang Bang Rock'n Roll com download e tudo) eles já são muito bem conhecidos mundialmente pelos indiezinhos de carteirinha pelas suas apresentações ao vivo. Eddie Argos, sempre muito simpático e piadista, faz seu próprio show humorístico enquanto canta com muita indiferença e sarcasmo sem pouco se preocupar com a qualidade do seu tom de voz (em Formed A Band ele canta: "And yes, this is my singing voice. It's not irony, it's not rock and roll. I'm just talking... to the kids") . E musicalmente os acordes são simples e diretos, e eles podem parecer mais versáteis que bandas como Ramones ou Buzzcocks, mas não por muito.
As letras lembram o seriado Seinfeld. Elas simplesmente falam sobre o nada. Mas aqui com o toque do sarcasmo britânico e do enfoque dado por Argos em escrever sobre aquilo que lhe agrada ou não, diverte ou chateia... Desde o sentimento de escapismo à uma praia em L.A. tomando um drink com Morissey, as lembranças de um amor da adolescência a uma briga feia, um final de semana ruim ou sua primeira experiência com impotência sexual.
Seu álbum de estréia apareceu em toda lista imaginável de melhores do ano pela internet (inclusive a minha) e é bastante empolgante pensar na possibilidade em vê-los ao vivo. Que setembro chegue logo!
Ah, e uma pena o fim do tradicional programa de TV inglês Top Of The Pops antes que o Art Brut pudesse fazer uma visitinha.

mp3: Formed A Band
mp3: Good Weekend


Ao Vivo em Vienna (diretamente do rbally):

Parte 1
Parte 2

Saturday, June 24, 2006

Mystery Jets

Image Hosted by ImageShack.us

Banda inglesa que se tornou famosa no underground britânico por suas festas na pequena ilha de Eel Pie com convidados ilustres, e que lançou seu primeiro disco em março deste ano. Making Dens é uma compilação de 12 (na verdade 10, considerando que duas faixas são "vinhetas") canções que por mais complexas e bizarras que pareçam contando com traços de coros gregorianos, óperas-rock espaciais, barulheiras estranhas e solos de rock progressivo é um disco bastante acessível e essencialmente pop, com letras superficialmente infantis mas que no fundo sempre se relacionam de alguma forma ao ouvinte, como assim deve ser toda música pop. Outro fato curioso é o do guitarrista solo da banda ter 55 anos e ser papai do líder e vocalista. Um dos bons discos de estréia que ouvi esse ano, deixo aqui para vocês primeiramente uma das mais "pegajosas" e divertidas canções do disco, e também uma das mais piradas e estranhas, quase que um tanto tribal, mas muitíssimo boa:

mp3: You Can't Fool Me Dennis!
mp3: Zoo Time


The Format

Image Hosted by ImageShack.us

Banda formada pela dupla Sam Means e Nate Ruess diretamente do Arizona. Escolheram tal nome para fazer piada com o típico "formato" das músicas que fazem sucesso na indústria do showbiz atual. Ironicamente, o primeiro single (entitulado "The First Single") segue basicamente esse formato, com acordes simples, pegajosos e harmonia vocal bastante pop. Mas isso não tira em nada a qualidade do som da banda. Agora em julho, lançam o segundo álbum: Dog Problems, que traz uma banda mais madura e com um som bem mais elaborado e confiante do que no disco de estréia. A faixa título que é também o primeiro single do disco é composta por arranjos interessantes: como um rock de cabaret, cheio de coros e harmonias vocais que dão à música uma atmosfera bastante divertida. Mais uma das minhas inúmeras recomendações aqui no blog e outro dos discos que não saem do meu mp3 player.

mp3: The First Single (Cause A Scene)
mp3: Dog Problems
mp3: She Doesn't Get It

Thursday, June 22, 2006

Manual de "COMO SER INDIE":


1. use oclinhos quadrado de acetato
2. fusse em uma porrada de sites e blogs por bandas que ainda nao lançaram cd algum ou por aquela super banda de rock da eslováquia que são tidos como o próximo strokes
3. Tenha praticamente 40GB só de música em seu computador
4. Não desgrude de seu mp3 player e ouça música até durante o banho
5. Faça air-guitar, air-batera, air-baixo durante as músicas que você mais curte mas sempre muito discreta
6. Compre discos de vinil sem nem mesmo ter onde ouví-los
7. Não pegue ninguém, se faça um pouco de coitado mas no fundo orgulhe-se disso (choramingar muito já vira EMO)
8. Use bottons e chaveiros engraçados
9. Vá de all-star e alguma camiseta de banda indie nas festas, se faça um pouco de difícil e anti-social mas perca a timidez quando tocarem aquela super música dos beatles ou dos kinks que você tanto gosta. Se tocarem então uma do franz ferdinand ou do libertines solte a franga.
10. Converse com os outros sobre aquele filme do Ingmar Bergman muito controverso e astuto da década de 50. Pode ser tanto O Sétimo Selo ou Morangos Silvestres. Comente sobre a ousadia de Tarantino em seus filmes. Fale sobre o cinema europeu. Pergunte se alguém concorda com você que o Steven Spielberg é apenas mais um diretor hypeado. Coloque Stanley Kubrick na categoria de Deus do cinema. Ah, e diga também que Michael Gondry é o novo Kubrick. Fale para todos que seu ator favorito é o Al Pacino ou o Johnny Depp e que sua atriz favorita é a Audrey Tautou.
11. Nunca elogie best-sellers atuais. Fale bem dos livros de Nietszche, Jean-Paul Sartre e da filosofia por eles proposta. Elogie James Joyce, Victor Hugo. Critique o romantismo piegas de Shakespeare. Convença os outros que Julio Verne foi o melhor autor de todos os tempos.
12. Grave cds com aquele monte de músicas super legais de bandas que nunca ninguem ouviu falar e dê eles para seus amigos.
13. Tenha também um blog para falar dos seus "achados musicais"
14. Toque ou sonhe em tocar algum dia um instrumento musical, mas nunca toque ou sonhe em tocar guitarra e em ser vocacalista. Sempre queira ser baixista ou baterista, que são mais discretos e pouco focados. Ou melhor, tente aprender a tocar violino, piano clássico ou ainda banjo.
15. Quando for tirar fotos tente sempre tirar fotos desfocadas ou abstratas. Depois de preferência dê aquele efeito nela no photoshop. Quando for então postá-la no seu fotolog que deve ter um título estranho tirado de sua mente bizarra ou de alguma música escreva também algo bem babaca, ou ainda não escreva nada.
16. Tente parecer politizado ou ligado na situação economica atual mas nunca o seja, e tente evitar tais tipos de conversa. Indies não gostam de política e tão pouco se lixando para isso. Deixe isso com os revolucionariozinhos utopicos de merda que ouvem bob marley, rage against the machine, e outras bandas "anti-sistema"
17. Não use drogas. Tome seu drink mas nunca abuse. Dê preferência à uma cervejinha pra poder te fazer companhia nos cantos quando meio deslocado em festas...
18. Tenha algum problema psicológico ou psiquiátrico, de preferência frequente algum doutor que trate desses problemas. Um anti-depressivo na cabeceira da cama também é bem indie.
19. Lembra aquele blog que eu disse que você obrigatoriamente tem de ter pra comentar dos achados musicais? Pois então, poste lá também as coisas idiotas que você escreve. Como por exemplo tudo que eu escrevi até agora. Isso é BEEEEEEM indie.

Sunday, June 18, 2006

Porque raios caem duas vezes no mesmo lugar!

Image Hosted by ImageShack.us

Não exatamente, diria. Mas sim, é verdade! Franz Ferdinand volta ao Brasil em setembro! Alex Kapranos e sua turma que vieram fevereiro dar suporte a turnê do U2 de Bono Vox pela América do Sul, com dois shows em São Paulo e ainda uma passadinha pelo Rio para um show privado no Circo Voador estarão de volta à terra canarinho escalados para o Motomix, festivalde música e artes da Motorola que geralmente envolve apenas atrações de música eletrônica. O show acontecerá no dia 16 de setembro no Espaço das Américas. Ainda rolam rumores de uma apresentação no Rio de Janeiro, mas por enquanto são apenas boatos. Enquanto isso a banda promove onovo single Eleanor, Put You Boots On! e o mais recente álbum You Could Have It So Much Better pela Europa. Você, que é fã dos caras como eu e ficou se mordendo de raiva por não poder ir vê-los em fevereiro, já comece a juntar sua graninha...

mp3: Forty Feet (Acoustic)
mp3: Walk Away
mp3: Michael (Live)


Image Hosted by ImageShack.us

O quê? Você ainda não ouviu Guillemots? Nem comigo falando um monte dos caras aqui, postando músicas, EPs, e inclusive o novíssimo LP Through The Windowpane que só sai nas lojas dia 10 de julho o sr. ou srta. aí ainda não se deu ao trabalho de baixar nada por favor tome vergonha na cara e pelo menos baixe uma das músicas que eu vou disponibilizar deles aqui hoje. Afinal, eles são uma das bandas mais promissoras da atualidade. E não tem nada de hype escandaloso de revista nenhuma, (NME e Arctic Monkeys ou Clap Your Hands Say Yeah! e Pitchfork) apenas o talento deles os guiando inclusive a uma aparição no Top Of The Pops da BBC esse mês para promover o novo single Made Up Lovesong #43. Sobre o novo álum, não sai da minha playlist do winamp nem do meu mp3 player. If The World Ends é uma das músicas mais doces dos últimos tempos e repare ao final, uma criança dizendo: "mas o mundo não acabou, ainda. de qualquer forma..." assim mesmo, em português. Blue Would Still Be Blue é simplesmente piano e voz mas é impressionante como Faye Dangerfield coloca emoção na sua voz e faz a letra da música parecer ainda mais bela do que é. Outro destaque é a épica Sao Paolo, complexa ao extremo com orquestramentos, intensos acordes de piano e ainda assim consegue ao chegar no refrão ser pop como qualquer canção que se ouve nas rádios. Parando o puxassaquismo aos Guillemots por ora, aí vão algumas músicas para que vocês baixem:

mp3: Through The Windowpane (Live)
mp3: Trains To Brazil (Acoustic)
mp3: Made Up Lovesong #43 (música do ano)
mp3: Go Away


Outra trilha sonora do meu final de semana. O fino pop de Glasgow, representado muitíssimo bem por ambos Camera Obscura e Belle And Sebastian. Seus últimos respectivos álbuns lançados esse ano já estão com letras e melodias decoradas em meio a minha memória e por isso voltei muita atenção aos álbuns Biggest Bluest Hi-Fi (1999) e Tigermilk (1996) que foram os debuts dessas bandas, respectivamente. Para vocês ouvirem, algumas das pérolas desses discos para download:

Download: Camera Obscura - Biggest Bluest Hi-Fi (Album)
mp3: Belle & Sebastian - The State That I Am In
mp3: Belle & Sebastian - My Wandering Days Are Over


Image Hosted by ImageShack.us

Eu nunca falo de nada nacional aqui né? Pois é, mas uma banda tem me chamado muito a atenção ultimamente. Tratam-se dos cariocas da Luísa Mandou Um Beijo. Liderados por Fernando Paiva e contando com a doce voz de Flávia Muniz a banda se define como uma fusão de rock alternativo + dadaísmo + rio de janeiro. As músicas lembram Los Hermanos, Mutantes (as duas maiores influências, segundo os próprios integrantes) e também bossa nova, MPB, indie europeu... e por aí vai. O disco de estréia, com o mesmo nome da banda, tem 12 faixas e pode ser comprado online no site da banda (www.luisamandouumbeijo.com.br). Muito bom mesmo. Ainda sobre rock nacional, ouçam Ludov que é uma das melhores bandas a surgirem no 'mainstream' por assim dizer (já com clipe no vmb e tudo) brasileiro em um bom tempo.

Download: Ludov - O Exercício Das Pequenas Coisas

Ah sim, e um momento pessoal aqui do blog. Finalmente tomei uma decisão quanto a minha vida e larguei a engenharia mecânica. É amigos, vou me dedicar a buscar a minha paixão e fim do ano estarei prestando vestibular para jornalismo aqui na UFSC mesmo. Vou passar o resto do ano trampando e fazendo algum cursinho, estudando e desejem-me sorte nessa caminhada. :)

Sunday, June 11, 2006

Boatos, Guillemots, Beatles e outras coisinhas....

Porra, essa merda desse blog já está cheio de poeira e teias de aranha dominando os cantos. Sim, não tenho atualizado há dias isso aqui, mil desculpas àquelas almas bondosas que ainda visitam isso, mas é que eu andava meio sem inspiração de vir até essas bandas e deixar algumas porcariazinhas escritas. Pois bem, vamos lá tentar postar algo decente.

Tim Festival! Sim, o maior fanfarrão dos colunistas na nossa imprensa escrita, o saudoso Lúcio Ribeiro, confirma os Yeah Yeah Yeahs na próxima edição do festival (Radiohead no more). Além dos art-punkers nova-iorquinos teremos também o neo-hippie Devendra Banhart, um dos principais compositores norte-americanos da atualidade e a presença da famosíssima dupla de electropunk Daft Punk. Ainda um passarinho me contou que estão comentando tentar trazer algum outro grande nome da cena indie para o festival (Death Cab For Cutie?). Mas tudo não passa de boatos. Além de uma aguardadíssima apresentação dos Mutantes em terra brasilis. O Tim Festival provavelmente acontecerá na última semana de outubro novamente no Rio de Janeiro com edições menores em Sampa e Porto Alegre como no ano passado.

E o Curitiba Rock Festival? Lucius Ribeirus confirma Ladytron e especula Bloc Party. Será? Será? Uma aparição dos londrinos pos-punkers liderados pelo meio-inglês, meio-nigeriano Kele Okereke e autores de um dos melhores discos do ano passado seria muito boa mesmo, ainda mais aqui pertinho de Florianópolis. A vinda de Arctic Monkeys e Black Rebel Motorcycle Club até a capital paranaense ao que parece não passou de uma mentira mal contada que acabou vazando em algumas revistas especializadas aí afora. E o festival acontece pelo jeito no início de setembro.

Claro Que É Rock então é mais mistério ainda. Nem aquela preliminar que rolou ano passado pelo Brasil (acompanhada do Placebo) foi feita esse ano. E se até agora não o fizeram é porque dificilmente vai ter alguma coisa. Se rolar mesmo, especula-se que os favoritos da lista sejam Muse (que possui uma certa legião de fãs fiéis pelo Brasil, inclusive a minha pessoa) e Hard-Fi. Agora o negócio é esperar por fatos e notícias concretas. Até lá, fiquem com algumas mp3s das bandas que "dizem por aí" vão tocar em terreno brazuca até o final do ano:

mp3: Yeah Yeah Yeahs - Warrior
mp3: Devendra Banhart - Hey Mama Wolf
mp3: Daft Punk - Robot Rock

mp3: Ladytron - Evil
mp3: Bloc Party - Compliments

mp3: Muse - Stockholm Syndrome
mp3: Hard-Fi - Hard To Beat


E o Guillemots, banda britânica da qual tanto falo aqui e que inclusive já teve seu EP From The Cliffs postado aqui anteriormente e vastamente elogiado por minha pessoa está prestes a lançar seu primeiro LP, o primeiro álbum propriamente dito com 12 faixas. De From The Cliffs sobraram apenas os singles Trains To Brazil e Made Up Lovesong #43. O lançamento é só no dia 10 de julho, mas graças a um blog japa ele já está rolando por aí na internet. Confesso que superou todas as minhas expectativas, que já eram altíssimas. Desde Funeral do Arcade Fire ainda não havia escutado um álbum tão complexo e musicalmente foda feito esse. Para vocês que se interessarem aquele que com certeza será o disco do ano (já que o Radiohead pelo jeito só lança o novo em 2007 e o Wilco idem) aí abaixo vai o link juntamente com a "provável capa" roubados do blog do lívio POP, BLOODY POP:

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

download: Guillemots - Through The Window Pane


E eu tenho voltado a escutar muito Beatles. É realmente difícil ficar sem ouvir os reis do pop por muito tempo, ainda mais agora que eu descobri que todos os álbuns até o Help! podem ser escutados sem problemas na minha caixa de som de 1 canal apenas. Um que não sai da playlist é o tão criticado Beatles For Sale (tido por muitos como o pior cd da carreira do fab four) que tem se consolidado como um favorito atual na minha preferência. A excelência pop de qualquer disco dos Beatles dispensa quaisquer comentários... Temos as dançantes Honey Don't, Everybody's Trying To Be My Baby e Rock'n Roll Music; As baladas Mr. Moonlight, I'll Follow The Sun, Baby's In Black e as geniais No Reply, Eight Days A Week e Every Little Thing. Recomendo vocês, visitantes deste tão modesto blog sobre música que baixem esse cd maravilhoso, principalmente se você não conhece muito bem o som da melhor banda de todos os tempos. Lógico, não é nada comparado às essenciais obras primas da banda (Sgt. Peppers, Revolver e Abbey Road) mas ainda assim é um álbum do caralho. Além de ter uma das capas mais fodas de todos os tempos.

Free Image Hosting at www.ImageShack.us

Download: The Beatles - Beatles For Sale